quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

NX Zero e a busca pelo transcendente

Muitos não sabem, mas esta música chamada Cedo ou Tarde da banda NX Zero foi composta com objetivo de homenagear o pai de um dos integrantes que havia falecido. Bom, eu não quero entrar em reflexões filosóficas ou mesmo reflexões teológicas sobre a música. O que eu quero é  mostrar a todos, que esta música foi um dos grandes sucessos mais recentes e isso faz brotar uma reflexão. O que mais me impressiona é a grande busca por algo transcendente que as pessoas tem em si. Não por acaso, uma música que fale de uma vida além da qual estamos vivendo, e da esperança do reencontro com aqueles que já partiram,  faz tanto sucesso entre todos os jovens. Mostra, mesmo que de forma não explicita, uma necessidade que temos em acreditar numa vida que transcende esta que estamos vivendo. O que nada mais é, do que aquilo que nós católicos acreditamos: na Vida Eterna. 
 Cedo ou tarde
A gente não vai se encontrar,
Tenho certeza, numa bem melhor.
Sei que quando canto você pode me escutar

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Elano Blumer no PHN


Dunga recebeu o jogador Elano Blumer no programa 'PHN'


Atualmente 95% dos brasileiros têm um time do coração, por isso torcedores de todo o país se unem quando o assunto é futebol.


O jogador passa a ser admirado diante de tantos desafios vencidos em campo e, com o seu desenvolvimento no time, tem a sua trajetória profissional acompanhada dia a dia. Com Elano Blumer não foi diferente. Ele se tornou conhecido em todo o país no ano de 2001 quando chamou a atenção de grandes técnicos e clubes brasileiros e passou a ser jogador profissional no Santos.


No programa PHN desta terça-feira ele foi o convidado de Dunga e contou experiências da sua carreira, como conheceu a Canção Nova e falou sobre a sua vida familiar e conjugal.


"Somos seres humanos e queremos crescer todos os dias” destacou Elano Blumer
Foto: Reprodução/tv.cancaonova.com


Elano é casado, tem duas filhas e testemunhou que sua vida está reconstruída após alguns obstáculos vividos na sua vida pessoal. Ele reconhece que todo ser humano pode cometer erros e a disciplina em Deus é fundamental.

O atleta declarou que não foi humilde diante de algumas dificuldades conjugais e que se tornou ingrato com a sua esposa nessa época. Contudo, ele afirmou com alegria que hoje sua família está reconstruída nos valores cristãos.

O jogador, que é devoto de Nossa Senhora Aparecida, disse, emocionado, com um pedido de desculpas à família: “Estou apenas caminhando e quero crescer mais. Cada pessoa deve caminhar, porque senão pode parar no buraco. Falo para as pessoas não esperarem o pior, como aconteceu comigo. Hoje eu deixo de ficar um tempo com meus amigos, para ficar com a minha família. Assumo a minha responsabilidade e agradeço a minha esposa e as orações”.